Um Casamento Emocinante #ParabénsUmDiaAnana

_MG_0307

“Anana Morena e Sebastião espiavam pelas frestas do vidro e tentavam ver o que acontecia dentro daquele primeiro quarto da UTI, mas só conseguiram ouvir uma televisão ligada.

Antes de se arriscarem a entrar, deparam-se com um batente de numeração 13 e uma fita crepe na porta que dizia “Hospital São Luiz – UTI – sala 11”. Estava errado! Oxi! Tinham colocado aquela porta no trilho errado.

Os palhaços se olharam, sabendo que aquilo não estava certo, e Sebastião perguntou-se se alguém de lá sabia disso. Entraram, na intenção de avisar o engano à quem ali se guardava. O objetivo estava traçado.

Abrimos a porta e, logo quando apresentamos nossos narizes, algo inesperado aconteceu: a música de casamento tocava. Sebastião prontamente e pomposamente ofereceu o braço.

Esquecendo da confusão da porta e do trilho, os dois palhaços estavam prontos para a cerimonia. Entraram naquela pomposidade, com a cabeça erguida, peitos cheios e sorrisos puxados. Perguntaram ao moço distinto na poltrona se ele era o padre. Não, era apenas o pai da noiva dissera.

- Ai que bom que ele veio! – Anana ficou emocionada.

Uma enfermeira entrou e rapidamente Sebastião perguntou se era ela o padre e, apesar do balançar positivo que ela deu na cabeça, não parecia estar entendendo muito o que estavamos pedindo.

A música cerimonial estava acabando e Sebastião estava ansioso para chegar no altar de forma sincrônica. E conseguiu! Afinal, logo que se viraram, deram de cara com o padre na televisão. A cerimonia então se seguiu.

- Se alguém se opõe a esse matrimonio, fale agora ou cale-se para sempre – disse o padre televisivo.

 Os dois palhaços olharam aflitos para os cantos do quarto, para ver se alguém se manifestaria. Sebastião perguntou pro pai da noiva:

- O senhor tem algo contra ao casamento?

- Não, nada! – respondeu o moço na poltrona.

Estava tudo bem, até que….

PÁH!

Um cara aparece bem de frente aos noivos na TV, falando frases sem sentido e grosseiras, até que tira uma arma do casaco e atira na sua diagonal em direção à poltrona do pai da noiva.

PÁH!

Depois do susto e gemidos de medo dos quase casados, Sebastião volta-se para o pai da noiva e pergunta-lhe se está tudo bem e se foi atingido.

- Não fui! Graças a Deus!

Terminada a cerimonia (mais ou menos), Sebastião e Anana Morena estavam à sair do quarto, quando o primeiro lembrou da confusão da porta e do trilho. Puts! Voltaram para avisá-lo:

-Viu, a porta do senhor tá errada! Notifique alguém para corrigir isso! Onde já se viu!

O senhor distinto não entendeu muita coisa, mas sorria, achando graça das confusões daqueles minutos.”

História contada por: Nicole Bueno (Anana Morena)

Vivenciada por: Anana Morena e Sebastião

O que achou dessa história? Conta pra gente no nosso Facebook @NarizesPlantao e no nosso Instagram @narizesdeplantao_ 

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>