O assustador de enfermeiras | Parabéns Maya

_MG_8327

“Do lado de fora já ouvíamos barulhos no quarto. Batemos na porta, eu, Vera e Tita,  e fomos convidadas para entrar. Porém, mal sabíamos o que nos aguardava lá dentro.

Um homem deitado no sofá como acompanhante e seu filho, Cauã*, se encontrava deitado na confortável cama do paciente. O menino jogava um jogo barulhento no celular. Contou que era um jogo no qual lutava contra um tubarão, sozinho e usando apenas uma lança. Uau!

Vimos que ele era um garoto muito corajoso, apesar de ter só 9 anos! Nossa grandiosa e madura conversa foi atrapalhada por motivos de: trouxeram o jantar. Cauã, que não é bobo nem nada, já começou a se preparar pra comer, quando de repente…

POW!

Ouvimos uma explosão.

Quando nos recuperamos do susto, percebemos que tinha sido Cauã com seu cúmplice, papai, que tinha estourado o saquinho que vinha com o talher do jantar só para nos assustar. Que espertinhos!

Ele gargalhava da nossa cara, quando Vera teve uma ideia genial: assustar as enfermeiras que estavam na frente do quarto. Cauã ficou super animado e pulou da cama em busca de mais ‘saquinhos de susto’. Encontrou dois, um pra ele (o especialista em sustos) e um para Vera (a cabeça do plano) e fomos lá pra fora colocar tudo em execução .

Nervosos, percebemos que as enfermeiras estavam conversando logo ali na frente… Eles encheram os saquinhos enquanto andávamos disfarçadamente, assoviando e olhando pra cima, aquele andar de quem não quer nada. Calculamos o momento perfeito para o Cauã usar seu saquinho e… NÃO FUNCIONOU!

E agora?

Nossa ultima esperança era Vera, que com muita agilidade encheu seu saquinho com seu sopro mágico e estourou.

POW!

Que execução perfeita!

Todo mundo se assustou! Saímos correndo como se não houvesse amanhã, pra protegermos nossas vidas daquelas ferozes enfermeiras assustadas. Ninguém nos encontrou e voltamos seguros para o quarto do assustador de enfermeiras.”


 

História contada por: Luiza Vercelli (Maya);

Vivenciada por: Maya, Vera e Tita.

 

O que achou dessa história? Conta pra gente no nosso Facebook @NarizesPlantao e no nosso Instagram @narizesdeplantao_ 

 

*nome fictício

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>