A Bela tomou sorvete | Parabéns Felícia

_MG_8505

” Na UTI do Hospital São Luiz, eu, Aurora, Anana Morena e Ferdinanda seguimos a dica de uma técnica de enfermagem, que disse:

– Vai lá no quarto da Bela*, ela adora rock!

E assim foi a nossa entrada triunfal no quarto da pequena paciente: uma verdadeira banda de rock, um tanto inusitada, onde cada uma das palhaças adquiriram seu papel com honra. Uma foi a cantora, outra estava na guitarra, outra com certeza tinha um baixo e a outra… Bem, não dava pra saber muito bem o que Anana Morena estava fazendo.

E dali da porta já dava pra ver a linda Bela com a sua mãe!

Ao término da primeira apresentação, perguntamos o que a paciente gostava de ouvir e ela respondeu, toda animada:

- Gosto das princesas!

Que coincidência! Aquela era a especialidade da nossa banda. E, assim, cantamos Frozen, onde colocamos toda nossa emoção na música ‘Livre Estou’. Esse quarto trouxe uma magia diferente, com emoção e alegria de estar ali.

Logo depois, a mãe nos pediu para perguntar o que a pequena Bela havia almoçado naquele dia. E assim fizemos:

- Bela, que coisas gostosas você almoçou hoje?

E ela nos contou animada:

- Eu comi arroz, feijão, carne e…Ovinho!

Simplesmente um doce de menina, uma garotinha iluminada que nos trazia uma energia muito boa.

Estava gostoso de observar a emoção da mãe durante a nossa visita, foi lindo cada sorriso da garotinha, parecia que o cenário digno de uma princesa, dando a sensação que estarmos em qualquer lugar menos na UTI de um hospital. Segurei a emoção de tão gostoso que estava ali.

Aurora resolveu compor uma música especial para a Bela e, acompanhada de sua super banda, iniciou uma canção:

A Bela tomou sorvete,
A Bela tomou sorvete
A Bela tomou sorveteeeee
E comeu macarrão!

Como parte da brincadeira, Bela completava os finais da música, com diferentes tipos de comida:

- E comeu arroz!
– E comeu feijão!
– E comeu carninha!

Isso trouxe à ela total alegria ao participar da nossa composição.

Saímos do quarto com vontade de quero mais, com vontade de abraçar e não soltar mais. Nos despedimos e saímos nesse momento, levando a música até sairmos do quarto.”


 

História contada por: Cíntia Raquel (Felícia);

Vivenciada por: Felícia, Aurora, Anana Morena e Ferdinanda.

 

O que achou dessa história? Conta pra gente no nosso Facebook @NarizesPlantao e no nosso Instagram @narizesdeplantao_ 

 

*nome fictício

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>